domingo, 31 de outubro de 2010

O espaço entre a ausência e o amor

 

  São 4 da manhã e eu ainda não consegui dormir pensando em tudo que aconteceu.  Já passou tanto tempo e eu ainda estou envolvida por você. Chega a noite e as memórias voltam a viver e isso me machuca.
  Por que parece que depois desse tempo, só agora eu me toquei que isso nunca teve um futuro? Por que eu me sinto uma boba quando coloco um 'nós' em coisas que eu imaginava todas as noites antes de dormir? Por que parece que eu estou perdendo todo meu tempo quando falo ou escrevo sobre você, sobre meus sentimentos? Será que só agora fui me tocar que nunca teve um começo? Eu devo ainda esperar você ligar? Há alguma chance de isso ainda acontecer?
  Você é a unica pessoa que eu desejo esquecer e é a que eu menos consigo. Será que é pedir demais, que por uma noite, eu tenha um sonho, em que você não esteja envolvido? É pedir demais para que você não seja mais a primeira pessoa que eu penso desde quando acordo até na hora de dormir? Por que ainda não inventaram um delete neste mundo cheio de sentimentos, correpondidos ou não, para que eu posso tirar todas as lembranças da minha cabeça? Eu esqueceria o brilho do seu olhar, seu sorriso que me faz perder a razão e seu toque que me deixa sem ar.  Há algo dentro de mim que faz eu seguir em frente, continuar insistindo nisso, mas eu sei que eu não deveria Você realmente não me merece, eu sei disso, mas a emoção é maior que a razao, algumas vezes. Se você ao menos pudesse me dar uma chance .. mas eu sei que não. Então me desculpe, mas eu sou mais do que você fez de mim.. Eu não mereço mais sofrer assim. Chegou a hora dessa história ter um ponto final. Este é meu adeus para você.

3 comentários:

Lara Oliveira. disse...

Lindo!

Luiza N disse...

'Então me desculpe, mas eu sou mais do que você fez de mim' Amei, vocês e esses post's perfeitos. Esse blog merece todo sucesso do mundo. Beijos

Georgia Soares disse...

Eu A-M-E-I esse texto! Vou ater re-postar no meu.