terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Why don't you tell him?




  Acordei 8 da manhã com o telefone tocando. Era ele falando bom dia e combinando para a gente sair. Passamos a tarde toda juntos, rindo, conversando e no final da tarde assistimos o pôr do sol juntos. Voltei para a casa, cansada, mas feliz por tudo que tinha acontecido aquela tarde e no meio de tantos pensamentos acabei dormindo. Acordo 0.00 com uma mensagem de boa noite, seguido de um 'É bom saber que tenho alguém como você do meu lado'. Ideal. Carinhoso, fofo e divertido. Não gosta de brigas, fica longe de confusão. E ainda para completar é sentimental. Dia perfeito, garoto perfeito, não é? Não. Não até que eu olhe o final da mensagem e veja um 'Te amo melhor amiga'
  Quando eu tinha certeza que poderia cuidar de mim, sozinha, esse sentimento reapareceu ... Pra que? Por que?
  Aproximamos mais do que deveriamos. Uma coisa é gostar de alguém que não dá a mínima pra você: você sofre, sai machucada, mas acaba percebendo, aos poucos, que você não tem nenhuma chance e acaba partindo para outra. Ou até mesmo quando você gosta de alguém que você já ficou e teve uma história toda em redor disso. Mas gostar de alguém que está sempre do seu lado, querendo seu bem ... alguém que te dê o abraço mais confortante e verdadeiro do mundo ... alguém que quando você olha nos seus olhos, você consegue ver sua alma lá dentro ... alguém que te ve só com amiga ... machuca, e como!
  Dizem que é melhor ter como amigo do que não ter nada. Será? Enquanto isso o que a gente faz? Deixa que a dor aqui dentro se amenize, aos poucos, ou abre o jogo e corre o risco de estragar a amizade? Eu só espero que eu tenha coragem de te dizer como eu sinto, antes que seja tarde demais, mas eu tenho medo de estragar tudo.
  Uma vez, eu disse que para ser O amor, antes ele teria que ser O melhor amigo. O problema é quando essa passagem de melhor amigo para amor nunca acontece ao mesmo tempo, por ambas as partes.

'Gente, peço desculpas, em nome de todas do blog, por não estar postando. As aulas começaram e 2º colegial complica um pouco, estudando todos os dias. Prometo que não vamos abandonar aqui, adoro ver vocês cada vez mais presentes, comentando, dando sugestões. Então, desculpa mesmo gente.  Beijos pra vocês e se tiverem dicas de como devo lidar com essa situação, agradeço' 

.

Olá meninas, aqui quem ta postando é a @marianepaula e vim aqui pra falar um pouquinho da minha vida. Há exatamente duas semanas eu me mudei pra Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Mas isso não quer dizer que eu vou deixar de postar! Mesmo daqui de longe, eu vou estar sempre postando. Amo esse blog, e amo ler cada comentário novo que surge a cada post. Não postei ultimamente porque minha vida está meio corrida com a mudança, a nova escola.. Enfim, eu to até meio sem inspiração pra postar aqui hehe. Não escolhi mudar de país, então está sendo muito difícil, e deixar meus amigos é a parte que mais me dói. Tenho um vínculo tão grande com eles, mas eu tenho certeza que a distância não é nada comparada a nossa amizade. Claro que está sendo uma boa experiência pra mim, uma nova língua, novos conhecimentos, a minha cabeça está abrindo muito para outras coisas. Mas, por outro lado, é muito ruim, sinto MUITA falta do Brasil, mas a vida é assim. Deus tem um propósito pra cada pessoa, e gente só segue o que ele manda... E eu sei que Ele quer o melhor de nós. Então por esse lado eu me reconforto, pois é Ele quem me dá forças, e meus amigos e familiares também. Não sei qual o intuito deu estar fazendo esse post, mas acho que estou precisando. A vida segue e a gente tem que seguir junto com ela, mas como é difícil. Já fiz um post que estava mudando pra Bolívia ano passado, mudei só que tive que voltar pro Brasil. Mas agora eu vim de vez! Obrigado á todas as pessoas que fazem parte da minha vida, obrigado a vocês leitoras tão fiéis ao blog, vocês de um jeito ou de outro fazem parte da minha vida também! Enfim, só queria falar que vou continuar postando e qualquer sugestão serão muito bem vindas! Quem tiver uma experiência assim, fale comigo! Vou adorar ouvir! Obrigada leitoras e amigos, por tudo!

'But I know I must go on, although I hurt I must be strong'
Don't stop dancing - Creed 

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Saudade, pra que?

 


  Por que os bons moram longe? Distância. Me diga quem inventou essa palavra para levar um tiro agora. Ok, sem agressividade. Mas por quê? Já inventaram de tudo, por que também não inventam uma mágica, em que, a pessoa sente saudade da outra e segundos depois essa pessoa está do seu lado? Seria tão mais fácil. Por quê não pode tirar alguém do outro lado da tela do computador? Existem tantas pessoas que eu gostaria de conhecer. Dou exemplo do tumblr. Tantas pessoas, com tantos sentimentos, com tanto amor pra dar.     Algumas vezes leio alguns posts e fico desejando conhecer a pessoa que escreveu, porque são textos tão sinceros, sem importar se alguém está lendo ou não. Palavras, desabafos que acabam sendo correspondidos por alguém do outro lado do mundo. Dizem que a distancia é só um pequeno detalhe quando existe o amor, só que um detalhe, que por mais que a gente diga que não, faz diferença sim.
Minha melhor amiga está mudando de pais e eu não estou suportando essa idéia. Alguém que estava todos os dias do meu lado, agora vai estar em outro lugar, com novas pessoas, novos amigos. Eu sou um pouco ciumenta também, mas ela nem mudou e já estou sentindo falta, imagina quando ela estiver lá. Saudade dói ... e como dói.
  Mas ainda acho que a pior saudade é por alguém que está do seu lado. Saudade de algo que você nunca teve. Tão longe, tão perto também .... Não é saudade do passado, mas sim de quem viveu comigo enquanto ele era presente. Queria poder acordar e resgatar todas as pessoas que um dia já passaram pela minha vida. Amor a distância, amizade virtual. Pra que? Por que? Por favor, me diga aonde eu clico para não sentir saudade.


'“Quando sinto saudade não é porque a pessoa está longe, mas porque ela está dentro.”
- Marla de Queiroz'

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Aprender


... As pessoas dizem que escrever trás algum tipo de alivio e hoje em busca de algo diferente foi isso que decidi fazer.  Assistindo a filmes, ouvindo música e lendo livros, nessas semanas de férias percebi que nada adianta a roupa, o rosto ou a aparência pois quando morremos a unica coisa que  realmente terá significado são suas ações. E isso me fez pensar de como quando se trata de sentimentos tudo é .. complicado! Saber viver é tão raro, e hoje admiro aqueles que souberam fazer. Com algumas experiências aprendi que o perdão é essencial para seguir um ótimo futuro. Descobri que a vida sem o amor, não passa de dias sem sentido. E a dor é o sentimento que muitas vezes nos da força para conhecer o amor e nunca soube de alguém que não gostou de senti-lo. Por tanto tudo faz parte de um grande globo ao qual devemos o novo de universo. Parece estranho dizer isso, mas o sentimento de alivio é real. Bom não nasci, com o dom da escrita, mas isso não precisa significar nada pra ninguém, só pra mim! Perco horas do meu dia pensando na morte, não na minha sempre mas na de todos, crio o cenário e as falas dentro de mim e no final os pensamentos se vão sempre que me 'roteiro' tenha um fim. Não sei porque isso acontece e não consigo explicar o porque de tantos pensamentos. Mas já refleti que a morte não é uma tristeza e sim uma passagem, claro perder aqueles que se ama não é bom, mas a pessoa está se encaminhando para uma nova fase de sua vida. Acho que deveriam conversar mais sobre morrer e não represar o que um dia irá acontecer com todos. Brancos ou negros, ricos ou pobres, no final somos todos seres, que tem sentimentos, sonhos, desejos e prazeres. Então porque de tantos problemas ? Isso pode se explicar pela criação, mas prefiro culpar o sistema econômico, a falta de zelo de muitos e o egoísmo de uma maioria . Infelizmente aprendemos as boas coisas e também as ruins, cabe a cada um decidir o que seguir.
"It's a time like these you learn to live again.
 It's a time like these you learn to love again."
-foo fighters

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Don't forget me




Hoje eu acordei, e disse eu te amo para os meus pais como nunca havia dito. Tomei café, escovei os dentes e fui ver televisão, afinal ainda estou de férias. Almocei e passei a tarde com minhas melhores amigas , voltei pra casa me arrumei e fui para casa de outra amiga com pessoas que eu adoro, as musicas em sintonia perfeita o meu futuro marido ao meu lado e o luar fechava o meu dia como sendo o melhor. (...) Infelizmente as coisas não são simples assim, e tive que acordar.
Fico me perguntando e imaginando, porque é tão difícil desse sonho ser real?  Porque será que é tão difícil conseguir conciliar as amizades? E conviver melhor com seus pais? Ou porque fazemos com que decisões fáceis se tornem difíceis pelo simples prazer de criar o caos? Quem inventou o ciúmes? Não tinha idéia do quanto isso machucava ou a confusão que podia causar? Sabe, minhas melhores amigas são donas desse blog, elas escrevem perfeitamente bem e conseguem de alguma forma me ajudar sempre que preciso. São as melhores amigas que alguém pode ter, consegue me fazer chorar e me fazer sorrir, se preocupam quando eu vou sozinha na padaria ou quando tenho uma prova importante, nunca me deixaram na mão e nem me abandonaram. Infelizmente, não retribui o amor que elas me deram e tenho errado muito com elas, na verdade não me sinto mal pelas coisas que tenho feito e detesto ser sincera a esse ponto, mais me sinto péssima em saber que cada dia mais elas se afastam de mim. De inúmeras formas tentei explicar o que estava acontecendo, e a única coisa que pedi foi paciência e compreensão mais não obtive resultados positivos, descobri que o que esta acontecendo é totalmente por ciúmes mais na verdade parece que a situação é irreversível.
Sabe não agüento mais, brigar com elas e nem ser excluída dos assuntos queria que elas entendessem o que eu sinto e não pensassem que sou uma bruxa, queria que algumas coisas voltassem ao normal porque por mais que eu ame as minhas outras amigas elas são como irmãs pra mim. Não vou dizer que irei mudar, porque sei que não é provável que isso aconteça, eu queria poder conciliar as coisas e me sentir bem aonde quer que eu esteja desde que as pessoas ao meu lado se sintam como eu.
Eu espero que um dia vocês possam ou me entender ou me perdoar. Porque amizade, não é da noite pra dia, não é porque sai as férias inteiras com alguém que esse alguém se tornou minha irmã. A amizade que sinto por vocês demorou pra se construir, foram com anos que ela se tornou solida mais hoje ainda sei que não foi o suficiente. Pois coisas bobas tem feito com que vocês se chateiem e deixem de me considerar.
Aonde quer que eu esteja, e o que quer que eu faça nunca vou esquecer o quanto vocês duas são como irmãs que nunca tive, e o quanto eu sinceramente sinto falta do amor, carinho e respeito que vocês sempre me deram. Estarei sempre de braços abertos pro que precisar.
Espero que nunca esqueçam das coisas boas que passamos juntas! E saibam que nunca irei desistir de vocês.