terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Um passado distante


  


    Eu parei pra pensar que o amor platônico é um dos mais bonitos. Na verdade, antes eu não achava isso. Quando eu era pequena, o amor bonito mesmo, para mim, era o que o príncipe encantado enfrentava o dragão para resgatar sua amada princesa em uma torre e assim eles tinham seus ‘felizes para sempre’.  Eu comecei a ver a verdadeira realidade quando passei por isso. Amor platônico.  Uma  vez uma amiga minha chegou para mim e disse ‘Você nunca amou ele. Ele nunca sentiu nada pra você. Isso não é amor’.  Pra mim isso foi o cumulo.  Desde quando amar significa ter seu sentimento correspondido? Acredito que metade, ou até mais que isso, da população passa pelo mesmo que eu.  Minha amiga estava completamente errada, mas o que ela iria saber sobre o amor.  O único que ela havia amado, amou ela também e eles namoraram, até terminarem e ela ter sua vida de desilusão. Mas enfim, eu não vim fazer o texto para falar dela. Vim para falar desse amor, que não importava aonde, quando, porque, que existia dentro de mim.  
  Sabe como é ficar esperando uma única janela no MSN subir? Ou melhor, sabe como é entrar no MSN apenas por causa de uma única janela? Começou assim.  Logo depois, o fanatismo aumentou e veio o ‘Offline’’ ‘Online’. As pessoas deviam cansar de ver minha janela subir, mas eu não estava nem ai, eu queria aquela pessoa vindo falar comigo e fazer o meu dia bem melhor. Depois dessa  fase de ‘querer chamar a atenção’, veio a fase de ‘Ele vai? Eu vou’.  Eu ficava horas no salão ou se não, na casa das amigas mesmo, arrumando por horas e horas. E sabe a conseqüência de tudo isso? Ver suas amigas te elogiando, suas inimigas com inveja e ele beijando outra. Final da festa? Rimel borrado.
    Minha mente dizia o tempo todo pra desistir, mas meu coração estava querendo seguir em frente, firme e forte. Dica numero 1: Nem sempre confie no seu coração, ele as vezes pode te pregar uma peça.  E foi assim que continuou.   Um dia, deixei meus materiais caírem no chão e ele me ajudou a pegar. Te garanto que se eu pudesse, teria criado um mural para colocar os livros que ele encostou.  Eu te garanto que se hoje em dia acontecesse isso, eu teria falado ‘meu filho,  olha aonde você anda’. Ok, se eu estivesse com TPM
   Mas enfim, eu demorei quase 1 ano pra esquecer esse garoto e ele nunca deu uma indireta de que um dia poderia me querer.  Mas na minha cabeça, isso acontecia o tempo todo. Pra mim, todos os olhares eram na minha direção, os sorrisos , a conversa que durou 5 minutos no MSN sobre a matéria da prova. Tudo.  Mas sabe, eu acho que esse foi o amor mais bonito que eu vivi. Não, ele não foi apenas momentos bons e felicidade. Sofri até demais com ele, mas você percebe o quanto é lindo amar alguém sem esperar nada em troca? Mesmo um lado seu sabendo que você não tem nenhuma chance. Sabe, eu acho o amor platônico um dos amores mais bonitos que se pode ter.  E acho realmente que a minha amiga não entendia nada sobre o amor. Porque eu vivi isso e mesmo com sofrimentos, choros e aquele vazio vindo dentro do peito, eu sabia que nada nesse mundo ia fazer eu perder a única coisa que ainda restava: a esperança




'Quando você é uma criança, você acredita em contos de fadas. E você diz que vai achar o Principe Encantado e ele vai ser tudo o que você quer que ele seja. E em contos de fadas, o vilão é facil de descobrir. Ele sempre está usando uma capa preta. Aí você cresce. E você percebe que o Principe Encantado não é tao facil de achar quanto você achava. E o vilão, ele não está usando uma capa preta. Ele é divertido e faz você sorrir. Então, em quem você vai acreditar?'
 - Taylor Swift

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Everybody needs a friend



Às vezes me sinto só, como se fosse à única pessoa no mundo, ás vezes penso não ter pessoas ao meu lado, que estão todos contra mim.
Ultimamente ando observando meu dia-a-dia, monótono e infeliz, percebo que não tenho nada para contar e ao mesmo tempo, não há quem diga nada, esta tudo muito escuro, um buraco fundo e uma rotina que não acaba, uma rotina solitária.
Estou cansada de pessoas que não dão o valor certo a cada um, estou cansada de pessoas falsas, de amigos que dizem coisas que não cumprem. Pessoas que só querem saber de si mesmo, não ligam para o que eu sinto e como me tratam.
Amigos, às vezes acho que não tenho nenhum, que as únicas pessoas que eu posso confiar são os da minha família, as pessoas que estarão sempre ao meu lado. Estou sufocada, pessoas precisam de amigos, amigos que estão ao seu lado, ajudando e dando conselhos, eu preciso de um amigo.
Hoje percebo que amigos verdadeiros tenho poucos, na verdade, acho que considerar três já é muito e dois, razoável. Mas eu costumava considerar muito mais que só dois, que são meros conhecidos ou pessoas que eu achava que conhecia bem.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Porto Seguro

                                        


Dizem que eterno é tudo aquilo que dura uma fração de segundos, quem dera se tudo que esperei de você fosse eterno! Seu jeito teimoso, orgulhoso, de as vezes só pensar em si mesmo e sempre achar que é o certo da história. Todos aqueles defeitos eu sempre julguei no começo e que agora são os que eu mais sinto falta. Naquele seu jogo de xadrez em que todos os dias você mudava as regras! E agora eu conto os segundos na esperança de ver meu telefone ou até mesmo aquela janela piscando e sentir a sensação reconfortante de ver que é seu nome tentando recuperar tudo aquilo que hoje é o que eu mais sinto falta. 
 E sabe que a única coisa que eu vejo e até mesmo vi no seu futuro é que você quem irá precisar de ajuda naquele exato instante em que você olhará em sua volta e não verá ninguém, você irá gritar sem ninguém te ouvir, como se fosse sufocar por falta de ar. E foi nesse momento em que eu sempre quis estar presente, foi nele em que eu sempre soube que eu estaria ao seu lado mais que agora eu não tenho mais certeza. Mas não basta só um querer, nunca foi assim.  Eu sei que eu nunca te disse mas te amo e sinto a sua falta B.

"Se é verdade que só damos valor quando perdemos, espero que não demorem pra ver quando isso acontece."


quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

O ar, o chão e o coração



Hoje eu perdi o meu ar, meu chão e meu coração. Começou quando acordei e disse que seria um dia diferente, que eu iria mudar, não iria mais pensar em você, pensar em como seria o nosso futuro, pensar em como você iria me beijar. Falei que não iria mais correr atrás de você nessas férias, que eu iria encontrar o meu amor de verão e esse amor não iria ser você. Mas como sempre, você me surpreendeu e bateu na minha porta, justo hoje, justo o dia que eu disse que iria te esquecer.
Você foi gentil e perguntou como eu estava e eu disse que estava bem, mas na verdade, eu estava mais que bem e você me desejou o melhor daquele ano e eu o fiz o mesmo, por um instante nossa conversa parou, eu te olhei e você estava me olhando com aqueles olhos cor de mel, foi quando eu perdi meu ar e não consegui respirar, estava sufocada pelo seu olhar.
Eu perguntei se você queria entrar, você me disse que sim e então entrou, sentou no sofá e começamos a conversar. Perguntei-me como eu poderia amar alguém como você e a pergunta essa estampada em sua cara. Você é gentil, legal e sempre alegre... Moreno, atlético e simplesmente lindo, como eu não poderia te amar...
Eu estava te olhando toda atrapalhada e um fio de meu cabelo caiu em meu rosto e como se fosse em filmes de romance, você o tirou pra mim e sorriu, neste instante, eu perdi o meu chão. Você começou a chegar mais perto e quando eu vi, já estava perto o bastante para eu sentir o seu perfume que eu tanto amo e você me beijou.
Não foi como nos meus sonhos, não, foi ainda melhor e naquele instante eu parei de pensar em nosso futuro, de pensar em como seria nos dois juntos, pois aquele momento era o futuro e também era o presente e foi então que eu perdi o meu coração, o perdi para você.