quinta-feira, 31 de março de 2011

Cartas pra você

          


         Caro Idiota,

  hoje, depois de tanto tempo, lembrei de você. Fazia tanto tempo que isso não acontecia ... ainda bem. Mas sabe o que eu realmente gostei? Dessa vez foi diferente. As feridas não se abriram, nem as cicatrizes voltaram a doer.
  Eu estava andando pelo parque, aquele em que tivemos nossa primeira briga. Você não soube, mas eu chorei aquele dia todo. Cada palavra que você havia falado, passava na minha cabeça e assim, as lágrimas caiam. Eu me deitei e fiquei me perguntando aonde eu errei ... só agora fui entender.
  Escrevi essa carta pra te contar que te esqueci. Você me pediu pra continuar dando noticias, para não me afastar de você, mas até hoje em não tinha conseguido, ou pelo menos achava que não conseguiria. Tinha medo de ter uma recaída e começar tudo de novo. Mas hoje, no meio da aula tediosa de Filosofia, resolvi te escrever, contando que te esqueci. Tantas vezes você pediu isso não é? Consegui. As vezes me vem lembranças na minha cabeça, mas isso não significa que ainda te ame e sim, que amei as coisas que passamos 'juntos'.
  Quero te contar também que estou gostando de outro alguém, completamente diferente de você. As vezes é bom, mudar os gostos, os lugares, o jeito, o sorriso, o perfume. Ele me faz bem, não me machuca, cuida de mim, mas não vou negar que uma boa briga faz falta. Ele não é do tipo que me faz morrer de raiva e segundos depois me mata de rir. Ele é divertido e me diz o que sente, me deixa segura se posso realmente envolver nesse sentimento, mas as vezes o mistério de saber se vai dar certo ou não faz falta. Mas é só isso, saudade, não de você, , mas das coisas que haviam em você que me faziam bem. Isso mudou faz tempo. Chega uma hora que nem um dialogo é mais possível sem uma pequena discussão, sem se estressar.
  Enfim, só quis te escrever pra te contar que estou bem, se isso ainda te importa e que não queria que as coisas terminassem como estão agora. Mas dizem que tudo acontece com um propósito. Te esqueci, já é uma grande coisa, não é? Espero que sim.

Beijos,
De quem já te amou
 
'Eu constantemente sinto saudade das coisas que eu perco, de coisas que já foram minha. Mas não as quero de volta. Já doeu uma vez
  Caio F.'

quarta-feira, 30 de março de 2011

Encontre a Respostas!


Se pergunte por que há doenças diversas que ainda não foram descobertas e como há curas para elas. Se pergunte por que precisamos sempre seguir a vida de um único modo: nascendo, estudando, trabalhando, tendo uma família, e morrendo. Se pergunte por que há tantas religiões e varias crenças e pense de onde vieram e qual a origem de tudo. Onde se encaixam adão e Eva depois, ou antes, dos dinossauros. Se pergunte por que damos valores a bens matérias se tem pessoas que não tem dinheiro para comprar um pedaço de pão. Se pergunte por que sempre queremos impressionar ao próximo. Se pergunte por que a televisão funciona com simples pedaços de aparelhos. Se pergunte por que não há sobrevivência em outros planetas. Se pergunte por que  amamos aquele alguém, se há tantas pessoas nesse mundo. Se pergunte por que temos que seguir regras que alguém ditou. Porque temos que viver sobre leis, e porque a idade indica em que lugar aonde devemos ir. Por que temos diversas comidas se quando sentimos fome qualquer coisa serve para nos satisfazer. Porque a beleza virou um símbolo de personalidade. Porque todos temos que ter dentes e cabelos perfeitos para ser melhor que o outro. Para que precisamos de dinheiro, afinal não é um simples papel em que aprendemos a dar valor? Se pergunte porque temos medos diversos? Porque encaramos a morte como um sofrimento? Se pergunte..

domingo, 6 de março de 2011

Chamada Perdida





  Era por volta de umas 3.30 da manhã, quando o telefone tocou. Eu imaginei diversas pessoas, menos você. Achei que era minha melhor amiga chorando pro causa da noite passada, ou aquele menino que eu estava cansada, que não largava mais do meu pé. Mas não, quando eu olhei no visor era você. Sabe quando algo inesperado acontece ... algo que você imaginava todas as noites como seria, e de repente, quando você esquece, quando você menos espera, acontece? Todos os sentimentos que eu tinha lutado tanto para sumirem, voltaram a tona. O coração disparou e eu perdi controle de mim mesma. Eu não sabia o que fazer, se eu não atendia e fingia que estava ocupada ou se atendia no primeiro toque. Apertei em atender e coloquei o telefone no ouvido.
   Você disse um 'Te Acordei?' e eu percebi em apenas 2 palavras que você não estava bem. Eu te conhecia ou melhor, achava que conhecia. Eu conhecia o que você era antes, mas você mudou tanto. Eu respondi que não. Era verdade, naquela noite eu não tinha conseguido dormir, pensando no meu passado, na minha vida de agora, no qual tinha perdido tantas pessoas que eu realmente amava: uma delas você.
Você tentou disfarçar, mas eu sabia que você estava chorando, soluçando. Eu perdida sem entender o que estava acontecendo, tentei perguntar 'O que aconteceu?', mas recuei com medo de não obter respostas, como era costume. Houve um silencio entre nos dois e eu só conseguia ouvir sua respiração ofegante. Eu comecei a ficar preocupada. Meu coração começou a acelerar e eu tentava voltar atrás com todas aquelas palavras que eu nunca deveria ter dito. Como eu poderia estragar algo que tinha tudo para dar certo? Nós éramos perfeitos um para o outro. Foi então que eu comecei a lembrar de todos os momentos que já passamos juntos e meu olhos começaram a derramar aquelas lágrimas que estavam presas dentro de mim a tanto tempo. Aquele silencio me matava a cada milésimo de segundo que pareciam eternas horas de espera.  
  Foi então que eu senti um arrepio, com um toque que recebi pelas costas. Eu paralisei com medo de ser alguém querendo o meu mal e foi ai que ouvi o som da chamada perdida. Me vi perdendo os movimentos e o telefone caiu. Só me passava pela cabeça o porque daquela chamada  Me virei angustiada e te vi em pé, me olhando um sorriso e lágrimas caindo dos seus olhos. Você me abraçou e sussurou no meu ouvido que me amava. Foi naquele momento que eu descobri o significado de segurança. Aquela noite escura e vazia, se transformou em um clarão, onde eu não conseguia perceber os riscos, apenas sentir aquelas borboletas voltando a se instalar no meu estômago.
   E foi com isso, que todas as coisas que já vivi na minha vida vieram a tona, e eu percebi que todos os momentos que eu disse 'Foi o melhor da minha vida' não poderiam nem se comparar a aquele, o nosso momento. .

'Eu ouvi sua voz, sussurrando meu nome, Hermione. E uma bola de fogo atravessou meu coração, me mostrando que eu tinha que voltar. 


   Rony '