terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Querido Papai Noel





Uberlândia, 24 de dezembro de 2010

Querido Papai Noel,

Já faz um tempo que não nós falamos né? Senti sua falta hoje, saudade da época que você era uma das minhas maiores alegrias do ano.  Esse ano eu passei por tantas coisas e o que eu mais senti foi falta de você, da minha infância. A época que todos os meus coleguinhas de sala eram meus melhores amigos.  Saudade da época em que eu gostava de um garotinho loirinho na minha escola e ele pegava na minha mão para andar na escola, e na hora do recreio nós dividíamos nosso lanche.  Eu não sabia o que era sofrer.  O meu sofrimento maior era ganhar roupa no meu aniversário ou dia das crianças. Era a coisa mais horrível do mundo, eu abrir um presente achando que era um brinquedo, sendo que na verdade era apenas mais uma roupinha rosa daquela tia. O dia da semana que eu mais gostava era na sexta, que eu podia levar um brinquedo na escola.  Era tão bom ficar lá, brincando com minhas amigas, fingindo que a gente tinha uma casinha. E pensar que hoje em dia, eu que tinha toda aquela inocência brincando com a minha Barbie, sou o brinquedo de alguém.  De alguém que usa e depois joga fora. Eu fico pensando em mais um ano terminando e enquanto todos começam a fazer planos para o próximo ano, eu ainda estou presa nesse. O ano acaba, mas os problemas não. Os dias passaram  rápido, mas eles não fizeram questão de levar meu sofrimento junto. Sabe, papai Noel, eu sinto falta de chorar apenas por manha ou por ter caído e ralado meu joelho.  Essas coisas doem bem menos do que sofrer por alguém que não se importa com você. Porque um simples Band Aid não pode cicatrizar esse machucado? Eu sei que você não faz milagres, nem pode me fazer voltar ao tempo, mas é possível você me mandar alguém especial para curar esses machucados, para me fazer feliz e me dar todo amor que eu já desperdicei com alguém? É pedir demais papai Noel?


'Se for para sentir falta do passado, que seja de quando eu era criança e só tinha que me preocupar se perdi o horário do meu desenho favorito por dormir demais'

7 comentários:

Heitor Lima disse...

Caraca, gostei demais daqui!
Esse post... perfeito! Apesar de ser coisas mais direcionadas à infância feminina, deu pra eu me lembrar de algumas coisas afins da minha infância também. Bons tempos, aqueles.
Até mais ;*

**Brunah Isabelle =) disse...

ahh gosteei mto..
e quase choreei com esse texto..
e é vdd isnto falta do tempo onde a gnt chorava só pq nao ganhavamos o q a gnt queria..
hj em dia a gnt chora pro aquele garoto q nao te dá a minima..
gosteei mto!

Marielle disse...

Eu amei esse texto. Hoje mesmo estava lembrando da minha infância e como sinto falta. Chorei lendo esse texto, de tanta saudades de tudo.

giselaine alves ♫ disse...

"Era a coisa mais horrível do mundo, eu abrir um presente achando que era um brinquedo, sendo que na verdade era apenas mais uma roupinha rosa daquela tia."

Me fez lembrar o meu aniversário de 5 anos! aeiuoeuaoiae' seu texto foi o mais perfeito que eu li ultimamente, é uma pena que sofra por amor. O amor não é justo quando não compartilhado... "/

Um beijo!

http://happinesshared.blogspot.com/

Lara Oliveira. disse...

"Sabe, papai Noel, eu sinto falta de chorar apenas por manha ou por ter caído e ralado meu joelho." Devo dizer que esse texto quase me fez chorar, me fez pensar na minha infância, lembrar de como agente reclamava por bobeirinhas. Quem dera agora meus problemas fossem algo do tipo: "perdi minha boneca" ou "minha mãe não comprou aquela casinha de boneca pra mim".
LINDO! :')

Kamilla de Muinck disse...

Adorei blog! Tô seguindo, abraços :*

giselaine alves ♫ disse...

selinho no http://happinesshared.blogspot.com/ para você! :*