sábado, 4 de setembro de 2010

Futuro incerto




Hoje bateu um medo na minha cabeça.  Nunca pensei que com essa idade iria ficar preocupada com isso. Mas veio o medo do meu futuro. O que vou ser? Ainda não decidi. Falta ainda 2 anos para formar, mas mesmo assim, vejo várias pessoas que decidiram o que iam ser desde pequenas e que agora, já lutam para conseguir o seu lugar na sociedade, pessoas que já formaram. E eu? Quando pequena, sempre falava em veterinária, mas depois o mundo da fama bateu na minha cabeça. É, pelo menos 90% das pessoas, um dia ou outro, já devem ter pensado em ser famosa.  Queria ser modelo, cantora e atriz. Fiz uns curso de teatro e amei, mas acabei percebendo que talvez, eu goste disso uma vez ou outra, e não para ser uma profissão para exercer pelo resto da vida. Modelo eu amava, até a parte que comecei a perceber que a maioria que desfilava comigo, tinha um corpo bem mais magro que o meu, fui percebendo que enquanto as mulheres das passarelas cada dia emagreciam, eu engordava. Esqueci da parte que eu estou na fase de crescimento, encorpamento e coisas desse tipo, e uma barriguinha a mais ou uma celulite não estavam me fazendo querer subir na passarela e mostrar esses defeitos perto daquelas mulheres magras perfeitas! E cantora, foi só um sonho, o máximo que eu canto é no banheiro e acredito que a maioria das vezes que minha mãe bate na porta do banheiro para eu andar mais rápido, a intenção é que eu CALE mais rápido e não, que eu economize água. Mas é, vamos a intenção principal do post. Já fiz vários testes vocacionais, aqueles de revista, ou até mesmo em sites da internet e a cada hora dão uma coisa diferente. Uma vez, um deles deu que eu deveria ser Psicologa ou Psiquiatra, nada contra essas profissões, mas não pra mim. Eu sou acostumada com problemas 'bobinho' dos meus amigos, do tipo de 'o garoto deu um fora' 'a menina traiu ele' 'ele não está afim de mim' e acho que dependendo do problema dos meus pacientes, capaz do máximo que eu posso fazer é abraça - lo e começar a chorar junto com ele, o que faria com que eu tivesse que devolver o dinheiro né?
 Tenho medo, de que meu futuro não seja da forma que eu espero, tenho medo de não conseguir passar na universidade dos sonhos dos meus pais, mas logo vem um consolo. Todos os dias, alguém é desapontado com alguma coisa, se a pessoa realmente quer algo, deve lutar por aquilo. A pessoa deve fazer por merecer para receber. É, eu tenho ainda 2 anos para decidir o que ser da vida, acho que estou tendo um medo meio prematuro não é? Se você também é assim, como eu, não perca suas esperanças, nem se desespere, é normal ter esse medo como eu tenho, nada como procurar conhecer melhor as profissões, botar em prática e ver qual você se identifica mais. É só para contar para vocês, o sonho ainda de ser famosa, não acabou

2 comentários:

Luiza N disse...

Amei. Está acontecendo comigo, o mesmo que você. Falta ainda 2 anos para eu terminar meu colegial, e ainda não decidi o que eu vou fazer. Fico confusa, sempre mudo de opção!

Anônimo disse...

'E cantora, foi só um sonho, o máximo que eu canto é no banheiro e acredito que a maioria das vezes que minha mãe bate na porta do banheiro para eu andar mais rápido, a intenção é que eu CALE mais rápido e não, que eu economize água.'
Adoro essa forma que vocês fazem isso, mesmo que num post mais sério, conseguem fazer com que a gente se prenda no texto e ainda consegui fazer eu rir muito! Amo o blog, sou fã de vocês