sábado, 10 de julho de 2010

Tarde demais


 

   Foram tantas coisas que passamos, mais que estão no passado agora. Foi bom, enquanto durou, mais o tempo não é algo que se possa voltar a trás. Você foi embora e deixou uma marca em mim. Uma marca que parecia nunca mais apagar. Foram lembranças, cicatrizes, noites perdidas, saudade ... Como pode alguém fazer tanta falta como você fez?  Eu fico tentando entender como eu acreditei em você. Talves eu tenha sido ingenua e tenha me perdido no seu olhar. Mas eu errei, você errou. Nossa história é como se fosse um filme, mas sem um final feliz. Cada um seguiu seu rumo, ou melhor, você seguiu. E eu fiquei aqui, te esperando, só pra entender o porque que tudo acabou, ou melhor, nem começou.  Você fez sua propria vida, e eu fiz a minha, mais a diferença é que na minha só tinha você.  Você me mostrou uma coisa que eu não conseguia ver, você me mostrou um mundo diferente, um mundo meu e seu, e agora você some e me deixa nesse mundo sozinha. Você é meu tempo gasto, mas nunca há o bastante. Sinto como se precisasse de você, você era um vicio que me fazia bem. Me desculpe, mas eu não tenho forças pra lutar mais. Eu só queria saber, se algum dia eu já passei pela sua cabeça, porque dá minha você nunca saiu. Se eu pudesse escolher, eu escolhia continuar lutando por você, mas chega uma hora que a dor aumenta e as forças acabam.  Você consegue ser um lindo sonho, algumas horas, e em outras, um profundo pesadelo. Eu te dei todas as chances, mas você sempre me desaponta. Me desculpa, mas chega uma hora que meu coração não aguenta mais

4 comentários:

Marcella Pereira disse...

peeeeeer amiga *-*

Carol Schittini disse...

você simplesmente descreveu a minha história.

Carol disse...

quee peeeer *-*

Luiza N disse...

Um dos melhores post's do blog, vocês são maravilhosas, descrevem tudo que a gente sente. Parabéns