sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Aonde está você

 


 E então, o que você espera que eu faça? Que eu chegue em você e te implore para tudo voltar ao que era antes, que te mande aqueles depoimentos enormes dizendo o quanto você é importante para mim, mesmo sabendo que lá no fundo nada disso irá adiantar? Me desculpe, mas você sabe que eu não sou assim. Eu odeio quando as pessoas vem me cobrar o motivo pelo qual eu afastei ou porque não conto mais nada a ela. A minha maior vontade é responder: 'De duas, uma: ou não tem nada de diferente acontecendo na minha vida ou eu não tenho confiança o suficiente para te contar (o que costuma ser mais provável). Enfim, eu já demonstrei de todas as formas o quanto eu te amo, com todas as que coisas possiveis e impossiveis que eu poderia fazer por alguém, mesmo sabendo que não precisava de nada disso para você compreender o óbvio.
 Como uma amizade de anos pode acabar assim? Dizem que quando verdadeira, não importa distância, briga, nem afastamento, a amizade supera tudo. Então estou aqui, tentando te mostrar o quanto me importo com você e não quero nem imaginar que todos os esses anos possam ter sido em vão.
 Então por favor, eu não queria ter que te pedir para tudo voltar ao normal, afinal amizade não se pede, mas é que você faz tanta falta ...
 Só quero saber se foi algum erro meu, porque se sim, eu disfaço agora. Quero continuar te tendo como umas das melhores parte de mim, ou melhor, da minha vida. Se eu errei, me perdoe. Eu não vou aguentar te encontrar mais um dia na escola e ver a sua indiferença. Você disse que estaria comigo em qualquer lugar que eu estivesse, então agora chegou a minha hora de cobrar. Nunca se esqueça o quanto eu te amo, melhor amigo. Você faz muita falta

Um comentário:

Luiza N disse...

Anão que texto lindo! Espero que você e seu melhor amigo voltem ao que era antes. Como você mesma escreveu 'amizade, se verdadeira, não importa distancia ou afastamento'. Concordo *-* Parabéns